Notícias / Gabinete
Publicado em: 24/06/2019 às 14:06
Alunos da Univesp/Araras desenvolvem ferramenta para controle de horta caseira
Ideia surgiu após grupo utilizar metodologia do Design Thinking para auxiliar moradora de Limeira nos cuidados com sua horta
SecomGrupo acredita que sistema pode ser replicado e estendido, futuramente, a outros proprietários que tenham a mesma necessidade de cuidados com as hortas

 

Os alunos do curso de Engenharia de Computação do polo Araras da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo), Carlos Eduardo Matos da Luz, Igor Savitsky, João Paulo Domingos Terrazam e Mônica Picollo Bignami, apresentaram o Projeto Integrador Internet das Coisas, aplicada em hortas caseiras - Sistema Plant.IO. O polo da Univesp funciona junto à UAB (Universidade Aberta do Brasil) de Araras, por meio de parceria entre a Prefeitura e o Governo do Estado.

A ideia surgiu no ano passado após o grupo utilizar a metodologia do Design Thinking para auxiliar uma moradora do município de Limeira/SP nos cuidados de sua horta.

Com base em estudos e pesquisas científicas, a equipe desenvolveu um sistema que consiste em um hardware e um aplicativo para dispositivos móveis com sistema operacional Android. 

“A ferramenta faz uso de diversos sensores para automatizar a rega da horta e o aplicativo controla as ações sobre ela. Com esse sistema, estima-se que o público-alvo tenha - de forma rápida e fácil - o controle da quantidade de água utilizada e em quais horários as plantas serão regadas de acordo com as condições ambientais obtidas pelos sensores”, explicou Mônica Picollo Bignami.

Para produzir o aplicativo, o grupo utilizou a plataforma Android Studio. “Ela é um framework de desenvolvimento mobile para o sistema operacional Android, da Google. O Android Studio faz uso da linguagem Java, de forma que foi possível utilizar os conhecimentos adquiridos nas disciplinas de Programação de Computadores e Programação Orientada a Objetos, ofertadas pela Univesp, que abordaram especificamente essa linguagem”, disse a aluna.

De acordo com a equipe, outras disciplinas ofertadas pela universidade também foram essenciais para a elaboração do projeto, como Produção de Textos e Metodologia Científica, Circuitos Lógicos, Eletrônica Digital, Banco de dados, e Engenharia de Software.

“Essas matérias concederam conhecimentos básicos para a produção dos relatórios, formas de pesquisas, de componentes eletrônicos, programação de computadores e banco de dados, que deram base para o desenvolvimento de aplicações para smartphone”, completou Mônica.

O grupo acredita que o sistema pode ser replicado e estendido, futuramente, a outros proprietários que tenham a mesma necessidade de cuidados com as hortas. Os estudantes deram continuidade a esta proposta e apresentaram, no semestre seguinte, o “Projeto de sistemas embarcados voltado para hortas caseiras: Sistema Plant.IO- Versão 2.0”.

Secom/Prefeitura de Araras